• ter. jun 22nd, 2021

NOTÍCIAS QUE FAZEM BEM

Porque o bem merece cometários

Livre da Covid-19, República de Palau quer se tornar o 1º a concluir a vacinação

Bydaianelealcosta

jan 5, 2021
República de Palau. Créditos: Reprodução

Por Rhea Mogul, da CNN – 05 de janeiro de 2021

Um aglomerado de ilhas no Oceano Pacífico que é um dos poucos lugares da Terra que não registrou casos de Covid-19 pode se tornar um dos primeiros países vacinados contra a doença.

A República de Palau, um arquipélago com cerca de 18 mil habitantes, recebeu no sábado sua primeira remessa da vacina desenvolvida pela empresa farmacêutica americana Moderna. As vacinações começaram no dia seguinte, anunciou o Ministério da Saúde do país no Twitter.

A primeira remessa incluiu 2.800 doses da vacina, que serão administradas em duas doses, com intervalo de 28 dias. Profissionais de saúde, funcionários “importantes” e grupos vulneráveis estarão entre os primeiros a receber a vacina, de acordo com a declaração do ministério.

Até o momento, Palau não registrou um único caso do novo coronavírus ou morte relacionada ao vírus, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em janeiro, quando o vírus começou a se espalhar pela Ásia e pelo Pacífico, Palau foi um dos primeiros países a implementar controles de fronteira mais rígidos. As fronteiras foram totalmente fechadas em março e o país começou a testar os cidadãos para o vírus em abril.

Essas medidas foram fundamentais para manter a Covid-19 fora do país, disse o embaixador de Palau na ONU em maio.

Uma nação independente, mas que tem o status de território livremente associado aos Estados Unidos, Palau tem acesso ao programa de vacinação em massa Covid-19 americano, conhecido como Operação Warp Speed (OWS).

Visão aérea de ilha em Palau, país no Oceano Pacífico
Visão aérea de ilha em Palau, país no Oceano Pacífico


O arquipélago cobre uma área de apenas 459 quilômetros quadrados, o que coloca o país em uma posição privilegiada para estar entre as primeiras nações a serem vacinadas contra a Covid-19, de acordo com o comandante de incidentes do Ministério da Saúde do país, Ritter Udui.

“Temos sorte de estar em uma posição em que temos acesso às vacinas por meio do OWS, e nosso pequeno tamanho torna mais fácil para nós implantar o programa”, disse Udui. “Não é obrigatório receber a vacina, então nossa meta é vacinar cerca de 80% da população. Esperamos conseguir imunidade de rebanho (por meio do programa de vacinação).
Palau inicialmente planejou ter as vacinação concluídas até maio, mas Udui disse que esse prazo seria “provavelmente estendido” devido à desaceleração na distribuição dos EUA.

Sylvia Osarch, 60, médica em medicina geriátrica, foi a primeira pessoa em Palau a receber a vacina no domingo.

“Fiquei animada em dar o exemplo para minha comunidade”, disse ela. “Quero dizer à comunidade que tomei a vacina para protegê-los. Então, quando for a vez deles, por favor, tome para nos proteger, os profissionais de saúde.”

Palau escolheu a vacina Moderna por ela pode ser armazenada em uma geladeira comum, disse Udui. No início, a ilha não tinha instalações para armazenar a vacina Pfizer em seus 70 graus Celsius negativos.

No entanto, Udui confirmou que Palau recebeu pelo menos uma unidade de armazenamento refrigerado no final de dezembro, que pode armazenar até 5.000 doses da vacina Pfizer.

Deixe uma resposta