• qua. jun 23rd, 2021

NOTÍCIAS QUE FAZEM BEM

Porque o bem merece cometários

Brasileira de 9 anos entra para grupo internacional de gênios superdotados

Bydaianelealcosta

jan 10, 2021

A pequena Laura Büchele pode ter apenas 9 anos de idade, mas possui um intelecto de dar inveja em qualquer adulto.

Conforme o portal de notícias R7, recentemente, a menina foi convidada para integrar a Sociedade Mensa, um seleto grupo internacional de pessoas com nível elevado de Q.I. (Quociente de Inteligência), sediado nos Estados Unidos.

Admitida em outubro de 2020, Laura logo chamou a atenção dos professores estadunidenses por se destacar em sala de aula. Ela se mudou do Brasil para Orlando meses antes com a família.

A brasileira Laura Büchele, de apenas 9 anos de idade, passou a fazer parte do grupo de pessoas mais inteligentes do mundo. - (Foto: Divulgação / MF Press Global)
A brasileira Laura Büchele, de apenas 9 anos de idade, passou a fazer parte do grupo de pessoas mais inteligentes do mundo. – (Foto: Divulgação / MF Press Global)

Além de não apresentar dificuldades para aprender o inglês, ela tirou notas bastante altas nas disciplinas escolares, superiores à média das outras crianças.

Segundo Bruna Büchele, mãe da menina, ela teve uma educação comum até os 2 anos de idade, estimulada com livros, jogos lúdicos e desenhos, como é recomendado. Porém, a partir dos dois anos começou a chamar atenção dos familiares pela forma como se comunicava.

Muitas pessoas que a conheciam já diziam que ela falava diferente, frases completas, verbos na conjugação certa, isso com dois anos de idade. Uma vez perguntei como estava a comida, ela falou: a comida não está boa, está adorável! Não sei de onde ela tirava essas palavras e as pessoas já a classificavam como inteligente”, conta a mãe.

Laura ainda não sabe o que irá fazer no futuro, mas a mãe aposta que ela seguirá para ciências ou matemática. (Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)
Laura ainda não sabe o que irá fazer no futuro, mas a mãe aposta que ela seguirá para ciências ou matemática. (Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)

Sociedade Mensa

Laura entrou para o grupo internacional de gênios superdotados em outubro deste ano.

O objetivo da Sociedade Mensa é reunir pessoas com inteligência acima da média, entre adultos e crianças, em um espaço livre de julgamentos, para discutir temas diversos.

Para entrar no grupo é necessário ter um Q.I. superior a 130 e percentil acima de 99%, o de Laura é equivalente a 99,5%.

“O percentil significa que ela pontua melhor que 99,5% das crianças na idade dela. Essa é uma exigência para participar do Mensa e ela foi aprovada”, explica a psicóloga de Laura.

“O mais legal do Mensa é que tanto para adultos ou crianças que participam, eles compartilham ferramentas. Todos ali acabam passando pelas mesmas dificuldades e se identificam. É como achar um grande grupo de amigos e você se sente à vontade para falar com eles, sem julgamentos por ser inteligente demais, por saber demais e poder falar olhando nos olhos. É um grande grupo de acolhimento. Nos encontros, as crianças debatem assuntos diversos, soluções para o planeta, tem crianças que levam artigos, desenhos. Livres para que cada um exponha seu trabalho e defenda sua causa”, disse Bruna.

Laura Büchelhe com a mãe, Bruna Büchele, à direita; o pai, Edson Büchele Jr., à esquerda; e a irmã, Luiza Büchele no colo do pai. (Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)
Laura Büchelhe com a mãe, Bruna Büchele, à direita; o pai, Edson Büchele Jr., à esquerda; e a irmã, Luiza Büchele no colo do pai. (Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)

“Surpreendentemente, por ela ainda estar se adaptando a nova língua, o QI dela é 139. Então é muito recomendado que ela vá para essa sala especial, para que consiga ser desafiada, porque a professora disse que ela já está ficando ociosa em classe, por ser uma sala comum, a professora fica mandando ela ler livros”, complementou a mãe.

10 janeiro de 2021

Por Gabriel Pietro, do Diário do Bem

Deixe uma resposta