• qui. out 21st, 2021

NOTÍCIAS QUE FAZEM BEM

Porque o bem merece cometários

Idosa que aprendeu a ler e escrever aos 63 anos vence concurso literário e dá exemplo: nunca é tarde!

Bydaianelealcosta

jan 19, 2021

Nunca é tarde para aprender a ler e escrever. Nem mesmo para vencer um concurso literário. Essa é a inspiradora história de uma idosa lá de Puebla, no México.

Justina Flores, que hoje tem 78 anos de idade, aprendeu a ler e escrever aos 63 anos. Mas por pouco não desistiu.

Acreditava que a essa altura da vida não valia a pena. Porém, incentivada pelos professores, seguiu em frente. Depois de dois anos, ela escreveu “La Mazorca”, uma história dedicada à comunidade de San Miguel Espejo, que rendeu à Justina o primeiro lugar em um concurso literário estadual.

Justina é exemplo para muitos idosos que não veem utilidade para a leitura e a escrita por se considerarem velhos demais.

“Aqui dizem: ‘para que vou, se já vou morrer? Já estou velho’; Mas quando precisam preencher fichas de um procedimento, procuram alguém para ajudá-los e dizem ‘preenche você mesmo, porque eu não entendo nada’. Embora sejam convidados a fazer aulas, eles ficam entediados e não vão mais”, conta.

Idosa que aprendeu a ler e escrever aos 63 anos vence concurso literário e dá exemplo: nunca é tarde! 3
Foto: YouTube El Sol de Puebla

Justina entrou tarde na escola, aos 22 anos, em 1964. Frequentou aulas na sua província até o 4º ano do ensino fundamental. No entanto, aprendeu pouco, pois só sabia falar a língua náhuatl. “O professor falou conosco em espanhol, mas não o entendemos”, lembra.

Idosa que aprendeu a ler e escrever aos 63 anos vence concurso literário e dá exemplo: nunca é tarde! 4
Foto: YouTube El Sol de Puebla

Quatro décadas depois, Justina voltou para a sala de aula e contou com o apoio do Instituto Estadual de Educação de Adultos da zona de San Miguel Espejo para participar de um concurso de literatura, em 2019. 

“Se você não sabe ler e escrever, ou se conhece alguém assim, convide-o a ir aonde eles ensinam, para que quem sabe mais possa compartilhar conosco o seu saber”, aconselha Justina, um exemplo, entre muitos, de que nunca é tarde para aprender

Nós aprendemos com você, Justina!

19 janeiro de 2021

Fonte: UPSOCL

Deixe uma resposta