• ter. jun 22nd, 2021

NOTÍCIAS QUE FAZEM BEM

Porque o bem merece cometários

Jovens adotam cão com câncer terminal e fazem dos seus últimos meses de vida os mais felizes!

Bydaianelealcosta

mar 18, 2021

Elas descobriram que ele tinha câncer nos ossos e estava nos últimos momentos de vida, então decidiram realizar todos os desejos do amigo.

Uma das piores coisas é ver um grande amigo adoecer, seja ele humano ou de outra espécie. Causa a sensação de impotência acompanhar os dias se desenrolarem e não poder fazer absolutamente nada para resolver seu problema. Em alguns momentos, não importa o quanto nos esforcemos, algumas coisas simplesmente não dependem só de nós.

Essa tristeza é a mesma, quando um animal de estimação adoece, e pode nos provocar mais angústia, já que ele não se comunica por meio de palavras, tornando ainda mais difícil o processo de identificar sua doença e tratamento. Assistir a um cachorro ir lentamente deixando de viver não é fácil, poucas pessoas o conseguem. As que não conseguem não devem ser julgadas, afinal, para algumas, a sensibilidade aflora de maneira diferente.

Em Chicago, nos Estados Unidos, um caso parecido aconteceu. É uma história que poderia ser contada apenas pelo seu lado mais desolador, mas duas mulheres escolheram contá-la da forma mais feliz que conseguiram. Kelly Michael e Sarah Lauch conheceram Roosevelt, um lindo pitbull, no Chicago Animal Control. Ele havia sido abandonado por seus donos por ter problemas para urinar.

Ele tinha um olhar triste e aparentava sentir-se solitário. As jovens queriam tirá-lo dali o mais rapidamente que podiam, aquele desânimo não podia continuar ocupando o coração do lindo cachorro.

Sarah percebeu que todos os animais do centro faziam muito barulho (latiam e pulavam freneticamente), enquanto Roosevelt adotava uma postura calma e lenta, parecendo que ia desabar de solidão.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@livelikeroofoundation.

Logo as duas perceberam que ele tinha os dentes totalmente desgastados, mas acreditavam que aquilo eram sinais de que havia roído algo com muita força por muitos dias. Aquela postura de Roosevelt mexeu com o coração das meninas, que se empenharam em encontrar um lar adotivo para ele da forma mais ágil que pudessem.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@livelikeroofoundation.

Elas receberam ajuda da ONG “One Tail at a Time”, que enviou Roosevelt para uma consulta veterinária. A postura do animal era tão desanimadora que, por um momento, todos acharam que ele havia contraído alguma gripe ou algo do tipo. Ele passou por uma castração, o que, segundo os veterinários, resolveria seus problemas para urinar.

Parecia que tudo corria bem, mas as jovens perceberam que ele continuava triste e com os mesmos problemas para urinar.

Ao fim de nova bateria de exames, os veterinários decidiram investigar os dentes gastos e tiveram uma infeliz surpresa: Roosevelt tinha câncer nos ossos, em estágio terminal, e lhe restavam apenas alguns meses de vida.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@livelikeroofoundation.

As amigas decidiram que Roosevelt passaria seus últimos momentos com elas, na casa de Kelly.

Elas sabiam que ele não tinha consciência de que estava doente, então tiveram a ideia de montar uma longa lista de desejos que o cãozinho gostaria que se realizassem, e decidiram cumprir todos!

Roo, como as meninas carinhosamente o apelidaram, fez inúmeras coisas pela primeira vez, aproveitando cada dia como se fosse o último. Nadou em um lago, tomou sorvete, recebeu massagem terapêutica e até comeu comida mexicana. Os dias passaram a ser vividos com intensidade, todos os momentos eram importantes e passaram a ser bem aproveitados.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@instasarah.

Cada passeio no parque, cada vento no pelo e afago que Roo recebeu foi registrado em fotos e vídeos que traduzem emocionantes momentos. Sabemos que ele estava em boas mãos e, muito provavelmente, foram os melhores dias de sua vida inteira.

Infelizmente, Roosevelt faleceu em 2015, mas sua história e todo amor que recebeu sempre serão lembrados. Atualmente, as amigas Sarah e Kelly administram a fundação Live Like Roo (ou “viva como Roo”, em português), que elas criaram para ajudar as famílias que recebem o diagnóstico de câncer de seus cãezinhos.

Roo virou uma linda semente e ajuda outros cachorros a também viver dias melhores!

Deixe uma resposta