• seg. out 18th, 2021

NOTÍCIAS QUE FAZEM BEM

Porque o bem merece cometários

Irmãs se reencontram após 55 anos através de plataforma de DNA online

Bydaianelealcosta

abr 15, 2021

As plataformas que oferecem testes de ancestralidade têm se tornado cada vez mais comuns em outros países. Aqui no Brasil, existe a Genera e foi através, dela, após um teste de DNA que Silvana Pinho de Souza, de 55 anos, encontrou a irmã Ivone Aparecida Conti Souza, de 59 anos.

Elas foram separadas quando Silvana nasceu. A mãe das duas não tinha condições de criar a filha e deu a criança para adoção.

O mais incrível é que as duas cresceram no mesmo bairro, em Pirituba, na Zona Oeste de São Paulo e tinham muitos amigos em comum, mas nunca se encontraram.

Hoje elas comemoram o reencontro e têm agora um sonho em comum: encontrar os pais biológicos.

Separadas na infância

Quando Silvana nasceu, a família passava por dificuldades financeiras. Sem condição de criar as duas filhas, a mãe entregou a bebê para adoção.

Ivone sempre soube da existência da irmã, mas com poucos recursos, não conseguiu seguir com a busca.

Exame de DNA

No ano passado, uma amiga que conhecia a história da Silvana e o desejo dela de encontrar a família, lhe deu de presente um kit do teste de ancestralidade Genera. (veja abaixo)

Após realizar o exame e cadastrar os dados na plataforma, Silvana encontrou um primo materno de segundo grau. E essa foi a ponte para chegar até a irmã, que não via há 55 anos.

Elas contaram que o reencontro foi emocionante. As duas fizeram um teste de DNA e comprovaram que são, de fato, irmãs. A mãe delas infelizmente já faleceu.

Encontrar pais biológicos

Ivone e Silvana querem agora que a família fique completa. Por isso, elas iniciaram juntas a busca pelos pais biológicos.

As irmãs são filhas da mesma mulher, mas os pais são diferentes. O pai da Silvana era pernambucano e trabalhava em um bar da Lapa, em São Paulo. Já o pai da Ivone era do Sul, caminhoneiro e se chama Armando.

Genera

O Genera é uma ferramenta nova no Brasil.

“Tem vários casos de pessoas adotadas, ou que cresceram longe das famílias, que nos procuram pedindo ajuda”, disse Felipe Furlan, da agência de comunicação da empresa.

O teste de DNA é feito em casa mesmo com uma espécie de cotonete. A pessoa recebe o kit, faz o teste de saliva e depois ele vai para o laboratório.

O teste de ancestralidade básico custa 199 reais. Com o resultado dele, a pessoa pode acompanhar a busca de parentes pela plataforma na internet.

Veja como funciona o teste e a Genera no site da empresa.

As duas irmãs agora querem encontrar os pais biológicos - Foto: arquivo pessoal
As duas irmãs agora querem encontrar os pais biológicos – Foto: arquivo pessoal

Deixe uma resposta