• seg. set 20th, 2021

NOTÍCIAS QUE FAZEM BEM

Porque o bem merece cometários

Brasileiro abre academia para pessoas carentes em Portugal

Bydaianelealcosta

set 13, 2021

O site Mundo News, de Portugal, mostrou a iniciativa inovadora de um motorista de ônibus brasileiro que luta para abrir uma academia para carentes e tirar pessoas mais pobres da dependência do álcool e do cigarro malhando, exatamente como aconteceu com ele.

“Sabe quando você vence e quer ajudar outras pessoas a vencerem também? Este é o sonho de um motorista de ônibus que largou o vício”, contou o site.

O Mundo News mostrou a história do Marcos Luvinha, um motorista de ônibus de Fortaleza que há 10 anos trocou o fumo e a bebida pela malhação e conquistou uma vida nova. E o Só Vaquinha Boa abriu uma campanha para ajudar o Marcos a realizar esse sonho lindo de ajudar outras pessoas a terem qualidade de vida.

Aos 43 anos, Marcos também sonha em fazer faculdade de Educação Física, mas por enquanto não tem condições financeiras para pagar as mensalidades. Ele é o único que tem emprego em casa e com a inflação em alta no Brasil, a família de Marcos leva uma vida apertada com salário ele que recebe como motorista de ônibus.

A academia popular

A ideia do motorista – conhecido em Fortaleza pela gentileza e por ajudar passageiros carentes – é dar às pessoas mais pobres o mesmo direito que as outras têm de frequentar uma academia decente.

Luvinha quer montar uma academia popular, simples e com mensalidade simbólica para quem todos possam frequentar sem doer no bolso.

Ele também quer dar oportunidade de trabalho para professores formados e alunos de faculdade de Educação Física, para que possam estagiar na academia popular e acompanhar os alunos.

“Eu passo por vários bairros pobres, carentes, de Fortaleza e vejo tantos jovens e pais de família fumando e bebendo. Imagina se eles tivessem a mesma oportunidade que eu tive de malhar e melhorar minha qualidade de vida? É isso que eu quero oferecer”, contou Marcos Luvinha em entrevista ao Só Notícia Boa.

Comprar aparelhos usados

Com o dinheiro da vaquinha, Marcos pretende comprar um galpão na periferia de Fortaleza e montar a academia com aparelhos usados.

“As grandes academias sempre trocam por aparelhos mais modernos, mesmo que os aparelhos estejam em bom estado”.

Além dos 16 aparelhos de malhação, ele precisa montar a recepção com balcão, computador e catraca de presença, mais aparelho de som e instalações de filtro de água e internet.

Incentivo para malhar

Enquanto não realiza o sonho de abrir a academia popular, Luvinha vai ajudando as pessoas como pode, pelas redes sociais.

Ele criou o grupo do Luvinha no Facebook e no Instagram.

As pessoas que entram no grupo são encaminhadas e recebem cortesias para malhar de graça e experimentar os benefícios dos exercícios no corpo.

“Malhar faz o cérebro liberar endorfina no corpo, um hormônio que dá sensação de recompensa e bem-estar. Foi isso que me ajudou a parar com aqueles vícios que prejudicaram tanto a minha saúde”, disse o motorista de ônibus.

Marcos calcula já ajudado mais de 1.300 pessoas, pelos números passados pelas academias parceiras.

Vida humilde

Marcos nasceu em Santos, litoral de São Paulo e se mudou para Fortaleza quando a mãe se separou do pai.

De família bastante humilde, com 12 anos ele foi trabalhar nas ruas de Fortaleza vendendo jornal. Foi quando, influenciado por amigos, começou a fumar. O álcool veio em seguida.

Ele conta que fumava duas carteiras por dia e tomava rum e cachaça diariamente. E após fumar dos 15 até os 33 anos, Marcos teve uma hemorragia no estômago, provocada por uma úlcera.

“O médico mandou parar de fumar e de beber”, lembra.

E foi naquele dia que começou a transformação na vida do Marcos, a mesma que agora ele quer ver na vida de outras pessoas que passam pelo que ele passou.

Contribua aqui na vaquinha para construir a Academia Popular do Luvinha.

Luvinha malha todo dia desde que largou a dependência - Foto: arquivo pessoal
Luvinha malha todo dia desde que largou a dependência – Foto: arquivo pessoal
O motorista Marcos Luvinha com um dos filhos, em Fortaleza - Foto: arquivo pessoal
O motorista Marcos Luvinha com um dos filhos, em Fortaleza – Foto: arquivo pessoal

Deixe uma resposta