• ter. dez 7th, 2021

NOTÍCIAS QUE FAZEM BEM

Porque o bem merece cometários

Brasileira é finalista em prêmio para melhores alunos do mundo

Bydaianelealcosta

out 17, 2021

A estudante brasileira Ana Julia Monteiro, de 18 anos, está entre os dez finalistas ao prêmio Global Student Prize 2021, que escolherá o melhor estudante do mundo!

Para chegar à final do prêmio, que é uma espécie de Nobel para estudantes, Julia passou por mais de 3.500 indicações e superou candidatos de 94 países.

O Global Student Prize é realizado pela Fundação Varkey e tem parceria da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura). O vencedor será conhecido no dia 10 de novembro e levará um prêmio de US$ 100 mil.

Para Ana Julia, estar entre os dez melhores alunos do mundo já é um grande motivo para comemorar. “Não esperava nem estar entre os 50”, relembra.

Ela mora em Maceió, em Alagoas, e estuda na Escola Industrial de Educação Básica do SESI Abelardo Lopes.

Coleção de vitórias

Apesar de esse ser um prêmio internacional de grande reconhecimento, não é a primeira vez que Julia vence competições estudantis.

Ela tem uma pequena coleção de medalhas de premiações de robótica e projetos científico. Aos 13 anos, a jovem fundou a coordenou a primeira equipe de competição robótica da escola.

“A classificatória regional de um dos campeonatos foi no Sul, e nós fomos vestidos de cangaceiros científicos como um ato contra a xenofobia. Ganhamos o regional e uma das categorias na etapa internacional”, conta.

Futuro

Caso ganhe o prêmio, Julia conta que quer estudar no exterior e ajudar outros jovens. “Quero construir alguma organização, onde eu possa ajudar outros jovens a desenvolverem seus projetos e até mesmo desenvolver as habilidades deles”, explica.

Além da brasileira, os demais finalistas são dos seguintes países: Quênia, Reino Unido, Serra Leoa, Canadá, Emirados Árabes Unidos, Estados Unidos, Itália, Nigéria e Índia.

Ana Julia é de Maceió, Alagoas - Foto: reprodução
Ana Julia é de Maceió, Alagoas – Foto: reprodução

Com informações de Gazeta do Povo

Deixe uma resposta