• ter. dez 7th, 2021

NOTÍCIAS QUE FAZEM BEM

Porque o bem merece cometários

Robin Williams pedia que contratassem moradores de rua para todos os seus filmes. Ajudava quem podia

Bydaianelealcosta

nov 10, 2021

O ator, que faleceu em 2014, é conhecido por grandes sucessos de bilheteria, e não faltam elogios para sua generosidade por trás das câmeras!

As pessoas que escolhem a arte como ofício são, sem sombra de dúvidas, indivíduos que entendem a preciosidade da vulnerabilidade de emoções e que enxergam as pessoas à sua volta e a si próprio como esse emaranhado de histórias e sensações, cada um digno de ser valorizado.

Artistas são diferentes de celebridades, embora existam pessoas que sejam os dois: a celebridade encontra felicidade no reconhecimento direto; o artista, na forma como pode impactar a vida das pessoas.

Uma definição direta de arte é uma tarefa difícil, mas o artista, esse praticante do fantástico, pode ser identificado por algumas características. Seja qual for sua área de atuação artística: música, desenho, arte, escultura, o artista é alguém que quer trazer algo verdadeiro para seu público, uma sensação genuína que, mesmo negativa no primeiro momento, é pura e honesta.

Às vezes, será na forma de uma risada estrondosa, às vezes, nas lágrimas, mas o artista sempre busca a catarse: o sentimento de liberação de todas as sensações, quando uma questão emocional íntima se conclui. Mesmo nossas questões mais pessoais podem ser retratadas pela arte.

O ator Robin Williams já nos deixou, mas continua sendo lembrado não somente por seus filmes sensacionais, muitos considerados clássicos da sétima arte, mas também por sua gentileza por trás das câmeras.

Robin capturava a essência humana, de estender a mão ao seu semelhante, independentemente de quem fosse. O ator estrelado permanecia humilde e queria ajudar todos à sua volta, por isso, fazia questão que moradores de rua fossem contratados pela produção de todos os seus longas-metragens. Algo que muitos de nós não imaginávamos vindo de uma estrela de cinema, não é mesmo?

O relato de generosidade ganhou a atenção do portal de notícias Huff Post por meio da publicação de um fã de Robin num blog. Enquanto muitas estrelas são conhecidas por exigências ultrajantes e solicitações extremas, Robin tinha uma tarefa bastante incomum, embora igualmente difícil potencialmente, para as produtoras.

Escrevendo em seu site, o fã relembra uma lista que recebeu do escritório do astro depois de perguntar se Robin estava disponível para um evento. O homem relatou que, com acesso às demandas de Robin Williams, ficou surpreso com o que descobriu: nada de toalhas brancas extravagantes, comidas exóticas no camarim ou a presença de animais inusitados no set (exemplos cômicos de exigências de bastidores de algumas estrelas), a exigência do ator renomado era que, para cada evento ou filme que fizesse, a empresa que o contratasse também deveria contratar certo número de moradores de rua e colocá-los para trabalhar, qualquer que fosse o projeto.

O fã disse ao Huff Post que, depois de ler aquela demanda inusitada, mas muito positiva, ele nunca mais assistiu a um filme de Robin Williams da mesma forma.

O homem tem certeza de que, enquanto estava vivo, o ator fez o que pôde com o próprio dinheiro e tempo para ajudar pessoas necessitadas, mas que também decidiu usar sua influência como um nome de peso da atuação para garantir que as produtoras e planejadores de eventos também aprendessem o valor de dar às pessoas a chance de voltarem ao mercado de trabalho, com dignidade.

Robin Williams faleceu em 2014, aos 63 anos, em decorrência de suicídio. O ator batalhava contra o mal de Parkinson e demência, quando faleceu. O astro marcou muitos clássicos do cinema norte-americano dos anos 1980, como “Gênio indomável”, “Sociedade dos poetas mortos”, “Jumanji” e muito mais.

A morte de Robin Williams entristeceu os amantes do bom cinema, mas seu legado permanecerá vivo por muitos anos! Ele será lembrado por sua brilhante atuação e pelo coração enorme, sempre disposto a ajudar quem precisava mais!

Deixe uma resposta